O direito sistêmico

Em um sistema, o desequilíbrio de qualquer pessoa se reflete nos outros.

A expressão “direito sistêmico”, no contexto aqui abordado, surgiu da análise do direito sob uma ótica baseada nas ordens superiores que regem as relações humanas, segundo a ciência das constelações sistêmicas desenvolvida pelo terapeuta e filósofo alemão Bert Hellinger.

Venho me dedicando ao estudo desse assunto desde o ano de 2004, quando tive meu primeiro contato com a terapia das constelações familiares e percebi que, além de ser uma terapia altamente eficaz na solução de questões pessoais, o conhecimento dessa ciência tem um potencial imenso para utilização na área jurídica, na qual tenho formação acadêmica e profissional.

Isso porque, na prática, mesmo tendo as leis positivadas como referência, as pessoas nem sempre se guiam por elas em suas relações. Os conflitos entre grupos, pessoas ou internamente em cada indivíduo são provocados em geral por causas mais profundas do que um mero desentendimento pontual, e os autos de um processo judicial dificilmente refletem essa realidade complexa. Nesses casos, uma solução simplista imposta por uma lei ou por uma sentença judicial pode até trazer algum alívio momentâneo, uma trégua na relação conflituosa, mas às vezes não é capaz de solucionar verdadeiramente a questão, de trazer paz às pessoas.

O direito sistêmico se propõe a encontrar a verdadeira solução. Essa solução não poderá ser nunca para apenas uma das partes. Ela sempre precisará abranger todo o sistema envolvido no conflito, porque na esfera judicial – e às vezes também fora dela – basta uma pessoa querer para que duas ou mais tenham que brigar. Se uma das partes não está bem, todos os que com ela se relacionam poderão sofrer as conseqüências disso.

Exemplifico: Uma pessoa atormentada por motivos de origem familiar pode desenvolver uma psicose, tornar-se violenta e agredir outras pessoas. Quem tem a ver com isso? Todos. Toda a sociedade. Adianta simplesmente encarcerar esse indivíduo problemático, ou mesmo matá-lo (como defendem alguns)? Não. Se ele tiver filhos que, com as mesmas raízes familiares, apresentem os mesmos transtornos, o problema social persistirá.

A solução sistêmica, nesse caso, deve ter em vista a origem familiar do indivíduo. Não haverá real solução de outra forma.

Numa ação de divórcio, a solução jurídica relativa aos filhos menores pode ser simplesmente definir qual dos pais ficará com a guarda, como será o regime de visitas e qual será o valor da pensão. É o que usualmente se faz. Mas de nada adiantará uma decisão judicial imposta se os pais continuarem se atacando. Independentemente do valor da pensão ou de quem será o guardião, os filhos crescerão como se eles mesmos fossem os alvos dos ataques de ambos os pais.

Uma ofensa do pai contra a mãe, ou da mãe contra o pai, são sentidas pelos filhos como se estes fossem as vítimas dos ataques, mesmo que não se dêem conta disso. Sim, porque sistemicamente os filhos são profundamente vinculados a ambos os pais biológicos. São constituídos por eles, por meio deles receberam a vida.

O filho não existe sem o pai ou sem a mãe e, seja qual for o destino que os filhos construírem para si, será uma sequência da história dos pais.

Por isso é que, mesmo que o filho manifeste uma rejeição ao pai – porque este abandonou a família ou porque não paga pensão, por exemplo – toda essa rejeição se volta contra ele mesmo, inconscientemente. Qualquer ofensa ou julgamento de um dos pais contra o outro alimenta essa dinâmica, prejudicial sobretudo aos filhos. O mesmo ocorre quando o juiz toma o partido de um dos pais contra o outro, reforçando o conflito interno na criança.

A solução sistêmica, para ser verdadeira, precisará primeiramente excluir os filhos de qualquer conflito existente entre os pais, para que os filhos possam sentir a presença harmônica do pai e da mãe em suas vidas.

O juiz, por sua vez, antes de decidir, deve considerar essa realidade e ter em seu coração as crianças e ambos os pais, além de outras pessoas eventualmente envolvidas, sem julgamentos de qualquer tipo. Com tal postura, por si só, o juiz já estará facilitando uma conciliação entre as partes (que constituem um só sistema). E caso se faça necessária uma solução imposta, esta será mais bem recebida por todos, pois todos sentirão que foram vistos e considerados pelo juiz.

Que fique bem claro: isso não impede que o pai e a mãe discutam as questões necessárias, judicialmente ou não, desde que isso se dê entre eles, sem o envolvimento dos filhos, nem que o juiz decida as demandas que lhe forem postas.

A abordagem sistêmica do direito, portanto, propõe a aplicação prática da ciência jurídica com um viés terapêutico – desde a etapa de elaboração das leis até a sua aplicação nos casos concretos. A proposta é utilizar as leis e o direito como mecanismo de tratamento das questões geradoras de conflito, visando à saúde do sistema “doente” (seja ele familiar ou não), como um todo.

[1] Perguntando ao Google, descobri que a mesma expressão também foi utilizada por Boaventura de Souza Santos, mas em um contexto e com sentido diverso.

130 respostas para O direito sistêmico

  1. Muito Bom, que outros juízes, advogados e Legisladores pensem também dessa forma.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Marcos Ledo disse:

    Grande Sami, inteligência é isso. Parabéns. Marcos Ledo

    Curtir

  3. Junia disse:

    Maravilhosa iniciativa Sami! Parabéns!!

    Curtir

  4. Wanda Ramos disse:

    Estamos atentos para isso, também na Justiça do Trabalho, dando um bom lugar no coração para ambas as partes, reclamante e reclamado. Parabéns, Sami. Vamos construir juntos essa nova era da Justiça Sistêmica. Abraços.

    Curtir

    • Thais Buttini disse:

      Olá Wanda! Estou fazendo meu TCC sobre o possível uso do Direito Sistêmico na Justica do Trabalho na busca de uma conciliação mIs efetiva!! Tu por acaso atua na área jurídica e emprega a visão sistêmica na prática na Justiça do Trabalho?

      Curtir

  5. Regina Peres disse:

    Vale lembrar que se trata de uma abordagem filosófica, não terapêutica. Bert Hellinger fala de postura nas relações. Seus efeitos expressam saúde, sim. Que a semente lançada germine e floresça por todo o Brasil.

    Curtido por 1 pessoa

  6. Raissa Schiavo disse:

    Excelente! Que avanço! Sou advogada e terapeuta, e sempre pensei que o direito deveria ter uma abordagem terapêutica para que possa realmente resolver os conflitos.

    Curtido por 1 pessoa

  7. Clari Maria Agostini disse:

    Fiquei surpresa quando vi sobre o seu trabalho, como seria bom se houvessem mais juizes que tivessem esta visão e os conflitos seriam melhor resolvidos.Parabéns pela tua iniciativa, e que ela possa se estender por este pais afora.

    Curtir

    • Sami Storch disse:

      Olá Clari, grato pelo comentário. Com satisfação, vejo que cada dia há não só mais juízes, mas também advogados buscando a realização da paz entre as pessoas. Vamos em frente! Um abraço.

      Curtir

  8. alberto luiz de oliveira disse:

    Excelente artigo e linha de pensamento, dentro de um princípio humanizador. Antes do Juiz, cabe também a todos os advogados que, primeiramente atendem os clientes, introjectar no espírito das partes em conflito, a tentativa da conciliação voltada a estes parâmetros.

    Curtir

  9. Rafael Carregosa disse:

    Parabéns vossa Excelecia Dr. Sami
    pelo seu trabalho, fico orgulhoso por saber que no interior da Bahia tem um projeto de construção atraves da constelaçao familiar

    Curtido por 1 pessoa

    • Sami Storch disse:

      Obrigado, Rafael!

      Curtir

      • Rafael carregosa disse:

        Eu faço o curso de constelação familiar e empresarial em Curitiba com Sr. Perder ele é alemão. Estarei em Feira de Santana em setembro, gostaria se possível ter a oportunidade de participar uma das suas audiências ???

        Curtir

      • Rafael carregosa disse:

        Eu faço o curso de constelação familiar e empresarial em Curitiba com Sr. Piter ele é alemão. Estarei em Feira de Santana em setembro, gostaria se possível ter a oportunidade de participar uma das suas audiências ???

        Curtir

      • Sami Storch disse:

        Rafael, no dia 11 de setembro, das 09:00 às 13:00 horas, teremos uma vivência de constelações com o tema “a violência nas famílias – origens e soluções”, para tratar questões relativas a violência doméstica. Será no Fórum de Amargosa. Se quiser vir, será bem vindo. Sugiro apenas ligar antes para o fórum, para confirmar.

        Curtir

  10. Rafael Carregosa disse:

    Sou baiano e moro no Paraná, estou fazendo o curso de constelação familiar e empresarial com o Piter Alemão , abraço e bom trabalho

    Curtido por 1 pessoa

  11. Lis Damasceno disse:

    Ansiosa para aprender mais sobre o direito sistêmico! Penso ser este o caminho para o alcance da justiça! Nos vemos no curso em São Paulo! Abraços

    Curtido por 1 pessoa

  12. Aldo disse:

    Parabéns. Verdadeiramente parabéns. Esta é uma iniciativa que poderá fazer grande diferença ao país, pois tem o seu pontapé primário numa posição de deferência. Ou seja, não se trata de uma ideia vindo de correntes humanistas. Mas sim, pode-se observar efeitos e resultados numa dada situação em que interfere na estatística. E aí não se trata mais de uma possibilidade, mas sim de um verdeiro caminho.

    Curtir

    • Sami Storch disse:

      Obrigado, Aldo. Realmente, por se tratar de uma abordagem fenomenológica, o que mais importa não é sua base teórica, e sim os efeitos práticos que podem ser observados a partir do fenômeno que faz as constelações acontecerem. Esses resultados são também um fenômeno. Observando-os, podemos ver o que está dando certo e seguir em frente.

      Curtir

  13. Rafael carregosa disse:

    Dr. Sami , obrigado por permitir a minha ida neste evento . Já confirmei presença . Desejo bênçãos e graças de Deus nos seus trabalhos. Rafael

    Curtido por 1 pessoa

  14. Eduarda Degraf Rosas disse:

    Olá, sou aluna de Direito em Ponta Grossa-Pr, minha irmã é psicóloga e atua na linha sistemica, com constelações familiares, vou participar de uma feira na minha faculdade e gostaria de escrever um artigo sobre Direito de familia e constelações, achei muito interessante seu trabalho, você poderia me indicar alguns livros para me basear? Voce ja escreveu algum? Obrigada

    Curtido por 1 pessoa

    • Sami Storch disse:

      Oi Eduarda, grato pelo comentário. Por enquanto, a melhor referência que temos na literatura para pesquisar sobre esse tema são os livros do Bert Hellinger. Ordens do Amor, Um Lugar para os Excluídos, A Paz Começa na Alma, entre outros, tratam de temas comuns às demandas com as quais nos deparamos na área jurídica. Tenho publicado alguns artigos sobre o Direito Sistêmico aqui no blog, e em breve teremos mais novidades. Um abraço!

      Curtir

  15. GERTRUDES ALMEIDA COSTA disse:

    Parabéns! Estou fazendo a formação com Tarso Firase,aqui em Maceió. Você me dá inspiração.Tomará que eu verdadeiramente consiga aplicar na minha prática diária de médica.
    Um abraço !

    Curtido por 1 pessoa

    • Sami Storch disse:

      Olá Gertrudes, grato pelo comentário. Com certeza você terá um amplo campo de aplicação das constelações sistêmicas na prática médica, onde a abordagem de Bert Hellinger, como sabemos, pode ser revolucionária. Desejo sucesso. Abs!

      Curtir

  16. Rafael carregosa disse:

    Dr. Same , foi publicado no dia 11.09.14 a vivência com o tema violência na família . Abraços . Rafael . Por favor agradeça toda sua equipe , foram muito acolhedores .

    Curtido por 1 pessoa

  17. Jhenipher Chagas disse:

    Prezado Dr. Sami, boa noite:

    Ao descobrir sobre a aplicabilidade da constelação familiar dentro do âmbito jurídico logo me interessei sobre o assunto e, ao verificar o conteúdo aqui disponível, gostaria de deixar evidente o meu interesse pelo tema, bem como, relatar-lhe também o meu desejo de escrever sobre o mesmo em minha monografia. Sou acadêmica de Direito na cidade de Vitória da Conquista-BA, atualmente no 9º Semestre, e adoraria contar com materiais, dicas e caso necessário, vou ao encontro do senhor para esclarecimentos que se façam pertinentes caso o meio ora encontrado não seja o suficiente. Denominei o tema como:
    “CONSTELAÇÃO FAMILIAR: UM NOVO MÉTODO DE RESOLUÇÃO DE CONFLITOS NO PODER JUDICIÁRIO”
    Ciente de vossa atenção, desde já, agradeço!
    No aguardo

    Curtido por 1 pessoa

    • Sami Storch disse:

      Olá Jhenipher,

      Parabéns pela iniciativa de trabalhar com esse tema na monografia. Estou à disposição para conversar e contribuir no que puder. Fique à vontade, também, para comparecer às nossas vivências de Constelações na Justiça em Amargosa, já que você está relativamente próxima. Costumo divulgar a programação aqui no blog e pela página Direito Sistêmico do Facebook. Entre em contato se houver algo em que eu possa ser útil. Um abraço.

      Curtir

  18. THATIANE MARIANA disse:

    Boa noite Dr. Sami Storch, sou Thatiane Mariana, acadêmica do Curso Superior de Direito da faculdade Unirondon de Cuiabá/MT, curso 9º semestre no período matutino. Acompanhei a notícia compartilhada pela página do CNJ sobre a aplicação da terapia constelações familiares para resolução de conflitos no ramo jurídico e achei muito pertinente o tema para elaborar minha monografia. Eu experimentei parte dessa técnica com a psicanalista de uma clinica que trabalhei, porém, nunca imaginei a eficácia da terapia no direito. Pesquisei na internet e encontrei a página, pois nesta semana preciso desenvolver em torno de 70% da monografia e preciso de domínio no conteúdo. Poderia me dizer se existem autores que escreveram livro nessa área do direito juntamente com técnicas da constelação familiar? Preciso de doutrinas, me indique algumas, por favor. desde já, agradeço sua colaboração.
    e-mail: thatiane_mariana@hotmail.com

    Curtido por 1 pessoa

  19. Fábia Moroni Nunes Faria disse:

    Dr. Sami, foi com imensa alegria que tive a notícia de que operadores do direito como o Sr. estão integrando a área jurídica com constelação familiar. No ano passado tive meu primeiro contato com constelações dentro de um processo terapêutico que faça há dois anos.
    Sou advogada e meu interesse pela conciliação surgiu nos primeiros anos da faculdade. Tanto que o tema de minha monografia foi sobre acesso à justiça e arbitragem. Advogo há pouco tempo e ainda estou buscando uma linha de trabalho dentro da advocacia onde eu possa atuar na área de direito de família de forma mais humana e integrativa. E ao conhecer o seu trabalho tive um insight enorme, pois aclarou para mim um caminho onde eu possa trabalhar.
    Gostaria, se possível, que o Sr. me indicasse obras sobre o assunto, a fim de dar um maior aprofundamento sobre o tema.
    Desde já, obrigada pela inspiração.

    Curtir

    • Sami Storch disse:

      Olá Fábia,

      A principal base da abordagem sistêmica do direito é a obra de Bert Hellinger, autor da terapia de constelações familiares. O livro Ordens do Amor é básico e traz conhecimentos fundamentais e esclarecedores sobre as dinâmicas ocultas nos relacionamentos.

      Curtir

  20. Priscilla Arakaki disse:

    Boa tarde Dr. Sami,

    Sou acadêmica do 9º semestre de direito na cidade de Campo Grande – MS. Minha mãe é psicóloga e participa de um grupo de constelação familiar, onde conheci o Dr. Amilton P. da Rosa e fiquei sabendo do seu trabalho. Participei da 1ª vivência de direito sistêmico em São Paulo em agosto do ano passado, onde pude compreender melhor. Este ano decidi por tema da minha monografia o direito sistêmico aplicado ao direito de família, porém meu orientador não conhece o tema, então gostaria de saber se seria possível a indicação de doutrinas e materiais, bem como a possibilidade de um estudo de caso com as experiências que o senhor já desenvolveu. Qualquer sugestão é bem vinda.

    Desde já agradeço a atenção,
    Priscilla Arakaki M. Chastel
    priscillarakaki@msn.com

    Curtir

    • Sami Storch disse:

      Olá Priscilla, grato pelo interesse. Ainda não há muita coisa publicada sobre o direito sistêmico, por ser algo tão novo. O único artigo já publicado até agora em revista jurídica, pelo que sei, é o do Amilton Plácido da Rosa. Neste blog tem um post a respeito, com o link para a íntegra: https://direitosistemico.wordpress.com/2014/06/25/direito-sistemico-a-justica-curativa-de-solucoes-profundas-e-duradouras/

      Tenho artigos a caminho, mas ainda não publicados, além dos constantes deste blog. A base teórica sobre o assunto são, principalmente, os livros do Bert Hellinger. Nas respostas aos comentários abaixo eu menciono alguns que considero fundamentais. E, conforme o seu interesse, podemos conversar melhor sobre estudos de caso, sobre os quais tenho alguns registros. Enviarei um email pra você.

      Sucesso nesse trabalho!
      Sami

      Curtir

      • Sergio Wendt disse:

        Olá

        Curtir

      • Sergio Wendt disse:

        Olá Excelentíssimo juiz Sami Storch, boa noite!

        Atualmente estou lendo Ordens do Amor. Gostaria de algo sobre constelações nas organizações, voltado ao trabalho propriamente dito. Enfim, estou aqui maravilhado pelo seu trabalho.

        Trabalho na Defensoria Pública de SP e seria de grande relevância tê-lo conosco. Já falei muito do senhor por aqui. Estou admirado. o tema das constelações familiares me chegou aos poucos mas agora tomou um espaço importante para mim. Ainda mais se tenho a possibilidade de trazer isso à Defensoria. Aqui também temos uma Escola assim como no judiciário.

        Juízes como o Sr. eu admiro muito e desde já receba minha consideração de coração.! Temos muito a somar! Fico curioso se um dia eu vier a pôr minha família! Mas aos poucos como tem que ser eu vou me inteirando dos conceitos, da técnica, estou gostando da leitura. Gostaria de tornar isto benéfico para a instituição ao qual atualmente estou vinculado.

        Temos muito a somar!

        Abraços!

        Curtir

      • Sergio Wendt disse:

        Olá Dr. Sami

        Atualmente trabalho na Defensoria Pública de SP e já falei muito do senhor por aqui. Estou lendo as Ordens do Amor. Aqui na Defensoria temos uma Escola assim como no judiciário. Já conversei com o pessoal da Associação de Servidores a respeito de termos a promoção de um curso de direito sistêmico, muito bom!

        Passo por aqui para lhe dar os parabéns e deixar minhas considerações de alma! Estou maravilhado pelo seu trabalho! E ainda mais poder trazer isso à instituição ao qual estou vinculado atualmente.

        É um privilégio e uma imensa satisfação ter juízes como o senhor. Basicamente a Defensoria atua por meio dos CAM Centro de atendimento multidisciplinares, acredito que trazer esta visão sistêmica dá embasamento maior a todos os profissionais agentes, psicólogos, assistentes sociais e defensores públicos.

        Temos muito a somar.

        Minhas sinceras considerações!

        Sergio Wendt.

        Curtir

  21. Flávia Sampaio disse:

    Dr. Sami o seu trabalho é inspirador.
    Estou terminando a formação em Constelação com o Ricardo Mendes e faço parte da equipe de mediadores judiciais no Fórum de Nova Friburgo-RJ.
    Tenho um imenso interesse em integrar as duas abordagens.
    Minhas colegas e eu gostaríamos de conhecer o seu trabalho de perto para entender o caminho desta integração.
    Temos áreas que não estão podendo ser atendidas pelo sistema que achamos poderiam ser acolhidas pela Constelação Familiar Sistêmica.
    Gratidão,
    Flávia Sampaio.

    Curtir

  22. JULIANA BORGES disse:

    Importante contribuição com a JUSTIÇA BRASILEIRA. A sua iniciativa, dr. Sami, abrirá horizontes rumo a uma justiça humanizada e efetiva.

    Curtir

  23. MARCELE BARABACH FERREIRA DE LIMA disse:

    Dr. Sami, bom dia!
    Estou fazendo constelação, de início, como curiosidade, agora, como aprendizado e terapia.
    Sou, assim como o Dr., estudiosa do Direito, de formação e atuação.
    Nesse sentido, gostaria de aprofundar o tema do Direito Sistêmico: aprender para poder repassar, pois acredito que as pessoas, querendo, podem mudar o meio em que vivem.
    Assim pergunto: o Dr. profere palestras/cursos nesse sentido? Por onde devo começar?
    Grata pela atenção.
    Cordialmente,
    Marcele.

    Curtir

    • Sami Storch disse:

      Bom dia Marcele! Bem vinda ao estudo do direito sistêmico. Temos feito palestras e cursos em diversos lugares, e costumo divulgar aqui no blog e na página Direito Sistêmico do facebook. Você mora aonde?

      Curtir

  24. Bom dia Sami.
    Parabéns! Trata-se de um modo saudável para humanizar o sistema. Afinal, lidamos com seres humanos e, como tal, precisam ser tratados.
    Há alguns anos conheci a Constelação Sistêmica Familiar como terapia com respostas eficazes para questões pessoais.
    Decidi deixar a advocacia contenciosa por não mais conviver com a cultura do litígio, do ódio, do rancor.
    Hoje estudo Formação Holística na UHB, e pretendo logo mais me capacitar em conciliação e mediação no IASP, tudo para aplicar na advocacia preventiva.
    Meu e-mail – jroadvog@uol.com.br
    Precisamos conversar e trocar idéias. Estamos lidando com o futuro do direito.
    Um forte abraço.
    José Roberto de Oliveira Andrade.

    Curtir

  25. Munique disse:

    Boa tarde, Dr. Sami!
    Tenho lido sobre o seu trabalho e gostaria de saber sobre a possibilidade de termos um curso seu para os servidores do TJ/AM em Manaus. Deixo meus emails para o caso de haver interesse: munique.therense@tjam.jus.br ou mtherense@gmail.com.

    Um abraço e parabéns pelo trabalho!

    Curtir

  26. Caroline Castro disse:

    Olá Sami, sou recém formada em direito, tive contato a primeira vez com a COnstelação Familiar ano passado e fiquei realmente impressionada! Tenho participado em alguns cursos, de modo que a notícia que o um juiz tem aplicado em direito de família me deixou muito feliz! Parabéns pela atitude completamente vanguardista!! Ansiosa por mais artigos seus a respeito!

    Curtir

  27. Valdir Marques disse:

    Bom dia Dr. Sami, Parabéns pelo seu trabalho. Como faço para entrar em contato como senhor (através de e-mail)?

    Curtir

  28. Bom dia, Dr.Sami.
    Me chamo Glauce, moro no Rio de Janeiro, sou pedagoga e terapeuta em constelação familiar.
    Tenho o sonho de implantar a técnica de constelação em instituições sociais ou públicas que atendam adolescentes em situação de risco e vulnerabilidade. Escrevi o projeto, mas não consegui tornar acessível, pois esbarro com questões políticas.
    Pensei em conselho tutelar…
    Enfim, gostaria de sua orientação ou possíveis dicas de contatos no Rio de Janeiro para levar o Projeto Mente que entende, coração adolescente.
    Agradeço sua atenção e aguardo o contato.
    Glauce Rezende

    Curtir

  29. Claudia Romão Nicezio disse:

    Olá Dr. Sami. Sou formada em Direito e serventuária da justiça do Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins. Na busca por um tema para projeto de Mestrado, fui apresentada à Constelação Familiar e ao seu maravilhoso projeto nas Comarca da Bahia onde atuou. Estou sinceramente apaixonada pelo tema e torço para que, mais do que seja aprovada para o mestrado, a terapia da Constelação Familiar seja implantada pelo TJ\TO, porque o mestrado é oferecido pelo próprio tribunal através da sua Escola Superior da Magistratura – Esmat, e dentre os projetos, busca os que possam ser implementados no judiciário tocantinense. Gostaria, se possível, me encaminhasse através do email claudia2mg@yahoo.com.br, alguns estudos de caso que me ajudem na elaboração de meu projeto. Desde já agradeço.

    Curtir

    • Sami Storch disse:

      Olá Claudia, grato pela mensagem! Estamos aguardando a publicação de alguns artigos, que talvez possam ajudá-la nesse projeto. Quando puder, divulgarei por aqui. Estou à disposição, se puder ser útil no seu mestrado ou junto ao TJ-TO. Um abraço!

      Curtir

  30. Rafael Carregosa disse:

    Bom dia Dr. Sami
    Estivi ai em Amargosa conhecendo o seu trabalho . Eu já concluir e tb estou atendendo , cada dia fico fascinado pelo trabalho . Aqui em Maringá já é bem conhecido a constelação .
    Desejo sucessos e bênçãos .
    Abraços
    Rafael Carregosa

    Curtir

  31. Flavia Barcelos disse:

    Boa noite! Sou formado em direito e apaixonada pelas constelações familiares!
    Onde consigo ver sua agenda?

    Obrigada

    Curtir

  32. Ana Tarna Mendes disse:

    Olá Dr. Sami, me chamo Ana e sou de Fortaleza, um prazer conhecer o seu blog. Que maravilha ver a utilização desse método tão profundo e humano dentro da nossa Justiça. Fui apresentada a Constelação Familiar há 03 meses e me apaixonei sobre o tema e prática. Venho assistindo e participando como voluntária. Sou advogada e escolhe a Constelação Familiar inserida no Judiciário como tema para o meu projeto de Mestrado e vendo o seu blog vejo que terei aqui uma importante ferramenta. Estava à espera de uma tema para o meu mestrado que tocasse meu coração e a Constelação me impressionou e sei de sua importância nas soluções dos conflitos humanos.
    Parabéns Dr.Sami pelo seu trabalho e ter levantado a bandeira desse olhar mais humanizado para com os que buscam o Poder Judiciário.

    Curtir

  33. Melissa Guará disse:

    Olá Dr. Sami, sou Melissa, de Fortaleza, advogada, e o Maurice, de Brasília, comentou comigo hoje sobre o seu trabalho e sobre os seus cursos. Como posso pra ter acesso ao calendário de cursos/workshops agendados para este ano ainda e que tem foco no uso da constelação na resolução de conflitos jurídicos? Meu email é melissaguara@yahoo.com.br

    Curtir

  34. Bom dia Dr. Sami,

    Tivemos, eu e minha esposa, o privilégio de ve-lo e ouvi-lo durante o Seminário Bert e Sophie Hellinger aqui em São Paulo, em agosto passado. Já havia assistido sua palestra através do Youtube, tendo sido muito gratificante conhecer seu trabalho… Parabens por todo esse legado que certamente trará ótimos e permanentes resultados em nossa pátria, tão carente de iniciativas como esta.

    Curtir

  35. Carla moura disse:

    Boa noite, tenho muito interesse pelo assunto. Sabe me orientar onde encontro cursos aqui no Rio voltados para este entendimento? Sou estudante de direito e trabalho na área tributária desde o início da faculdade e somente agora, próximo a minha formação, percebi que quero mudar radicalmente meu caminho.
    Gostaria de algumas dicas de onde encontro sobre o assunto se fosse possível! Obrigada

    Curtir

    • Sami Storch disse:

      Olá Carla, estão previstos cursos no Rio em novembro e em breve divulgaremos. Grato pelo interesse!

      Curtir

      • Larissa Borges disse:

        Olá Dr. Sami Storch! Tudo bem ? Sou aluna de Direito em Brasília e desde que soube da prática das constelações familiares aplicadas no mundo jurídico me interessei. Eu já me submeti à uma constelação que mudou minha vida e por isso decidi fazer minha monografia sobre o tema e quem sabe ser uma pioneira no assunto e levar isso adiante para teses de mestrado e doutorado. Gostaria que o senhor se possível entrasse em contato pois seria uma honra entrevista-lo para ajudar na minha pesquisa já que o ramo ainda está ausente de doutrina sobre o tema. Terei de embasar meu trabalho basicamente nas experiências e entrevistas, por isso é de grande importância que o Sr. me dê um retorno se possível. Agradeço imensamente desde já ! Obrigada ! Att., Larissa

        Curtir

      • Sergio Wendt disse:

        Oi, Dr. Sami, boa noite!

        A pouco tempo comecei a ler Ordens da Vida. E estou aqui fazendo contato com o senhor. Isso é um privilégio!

        Sou servidor da Defensoria Pública de SP. Já falei muito sobre você estes dias por lá! Realmente, se pudéssemos trazê-lo para palestrar aos servidores seria de muito valia! Lá temos também uma Escola assim como no judiciário. Estou feliz por estar aqui, juízes como o senhor eu fico realmente admirado e sei o quanto a justiça precisa realmente dessas novas metodologias! Cheguei a comentar até com o Defensor Público Geral a respeito e encaminhado sobre o assunto à Escola também, divulgando também à Associação de Servidores. Achei incrível. Lá temos o CAM – Centro de Atendimento Multidisciplinar. Temos muito a somar!

        Desde já minhas sinceras considerações!

        Curtir

  36. Valéria Vitório Affonso disse:

    Concordo plenamente. Estou muito feliz em saber que existe pessoas que conseguem ver as coisas por este ângulo, pois assim acredito cada vez mais na recuperação do ser humano no sentido pleno. Parabéns!!! Muito bom!!!

    Curtir

  37. Por favor Dr. Sami preciso orientações para me inscrever no seu Seminário, dia 07/12 em São Paulo, depois do curso com Joel Weser. Grata, Marilise

    Curtir

  38. Cláudia Quntella disse:

    Prezado Dr. Sami. Peço a gentileza de informar o local e dados do seminário que irá conduzir em Friburgo. Minha paciente a qual coloquei o caso no seminário de segunda feira no RJ, relatou expressiva mudança de comportamento do filho envolvido e esta querendo participar do seminário em Friburgo. Agradeço se puder enviar os dados. Abraços

    Curtir

  39. Marisa Petkevicius disse:

    Dr. Sami, estou maravilhada com a sua abordagem!!! Quando li a primeira notícia sobre a questão (um post no Instagram), meu coração transbordou de alegria!!
    Quando comecei a advogar, a minha atuação inicial foi justamente no Direito de Família e, independente da parte que me contratasse, eu sempre me preocupei demais com os filhos, de como uma separação poderia afeta-los, porém, jamais poderia imaginar da dimensão que isso poderia tomar e até evitar para as próximas gerações.
    Achei fantástica a sua apresentação para o Bert Hellinger na Alemanha, assisti ao vídeo pelo YouTube e achei incrível!!! Por muitas vezes pensei em mudar de profissão e por pura falta de identificação com o “sistema”, mas após ler sobre a sua abordagem tenho certeza que este é o caminho que posso trilhar para sentir satisfação no que faço. Ainda não sei por onde começar, por isso farei a minha Constelação muito em breve rsrs, e, por “coincidência”, a minha Consteladora também participou com você deste último treinamento com o Bert! Que satisfação!
    Leio tudo que posso sobre o assunto e a cada momento a constelação se torna mais evidente e com mais sentido para os desígnios da vida!
    Parabéns por mudar a história do direito, trazendo, de fato o equilíbrio para as partes, para o sistema, para a humanidade!

    Curtir

  40. Cleo Garcia disse:

    Dr. Sami, sei que será uma grande surpresa quando eu apresentar meu projeto de conclusão de curso aos meus professores, porém, estou determinada em abordar esse tema, que tenho certeza, será o futuro do Direito. Espero contar com sua ajuda nas questões mais complexas, pois lhe encaminharei correspondências! rsrsrs Muito grata pela luz. Será um trabalho e ao mesmo tempo um prazer falar sobre isso.

    Curtir

  41. Priscila oliveira disse:

    Dr. Sami, sou aluna de Direito e vou fazer minha monografia no tema da constelação e mediação no direito de família, gostaria que você me ajudasse com algum material, indicação de livros jurídicos que posso aborda esse assunto e ate mesmo algum caso concreto, estou achando muito interessante esse assunto. Me ajuda nesse tema. Queria ver se tem algum matéria relacionado com a cidade de Goiânia.
    Aguardo!!!
    oliveirapriscila53@gmail.com

    Curtir

  42. Dr. Sami sou Priscila Oliveira aluna de Direito e estou no 9 período e vou fazer minha monografia no tema de medição e constelação familiar, tem como você me ajuda com material desse tema, indicação de doutrinas jurídicas nessa área e queria ver se tem algum material relacionado com a TJ de Goiânia, é seria possível um estudo de caso!!!Preciso de doutrinas, me indique algumas, por favor. desde já, agradeço sua colaboração.
    oliveirapriscila53@gmail.com

    Curtir

  43. Dr. Sami queria muito ter acessa ao seu trabalho sobre constelações familiares, pois vou fazer minha monografia nesse tema, tem como me ajudar com indicações de doutrinas jurídicas, matérias nessa área… Email oliveirapriscila53@gmail.com

    Curtir

  44. Sílvia Pinto disse:

    Dr. Sami!
    Gostaria de convidá-lo a fazer um curso, seminário ou wosrkshop na cidade de Rio Grande, no Rio Grande do Sul. Trabalho no Judiciário, sou consteladora, tenho um espaço para estudo e práticas holísticas e tenho grande (e duplo) interesse nessa abordagem. Tenho uma amiga daqui que fez o curso na Alemanha com o senhor.
    Estarei no workshop em Florianópolis dia 12/03/16.
    Desde já agradeço e aguardo seu retorno!
    Um abraço!

    Curtir

  45. MARIANA VASCONCELOS disse:

    Dr. Sami, ainda que se tenha passado dois anos desta postagem, me deparei com o seu artigo e me encantei com a terapia sistêmica.
    Estou pesquisando materisk , por favor me envie seu email, ou se preferir eu passo o meu! Moro no interior de Santa Catarina, quase ninguém sabe sobre essa terapia.
    Gostaria de poder contar com seu auxílio, tendo em vista que sou graduanda do curso de direito e estou na nona fase.
    Muita luz,
    Grata

    Curtir

  46. Nayara Fausto disse:

    Precisamos de pessoas comprometidas com vidas!!! Parabéns! Hoje tive um contato com a Terapia das Constelações e já digo que o efeito é real! Adorei saber que um aplicador do direito está utilizando essa técnica!!! Parabéns e vou ler mais, quero estar por dentro!!!

    Curtir

  47. Roger Dopiate disse:

    Olá, Sou estudante do Curso de Direito estou no 5º período, e este ano minha tia formada em psicologia e constelação sistêmica, me fez alcançar um nova compreensão, pois até o primeiro momento achava que seria apenas um tratamento mais profundo para aqueles que só a psicologia crua não conseguiu obter uma solução e necessitou ir mais profundamente, e então ela me indicou vossa excelência onde fiquei surpreso em ver que também pode ser usado em questões de direito, nisso fica minha admiração por Vossa Excelência, e quero saber que à algum livro do senhor para que possa me aprofundar um pouco mais.

    Curtir

  48. Rafael disse:

    Olá Dr. Sami, tenho 25 anos, sou aluno de Direito e Piloto de avião, frequento as Constelações Sistêmicas da Vera Bassoi em Sorocaba, e estou muito interessado em seguir este ramo na área jurídica, gostaria de orientações, se puder me enviar um e-mail: rafa_aviation@hotmail.com. Parabéns pelo seu trabalho!! Um abraço.

    Curtir

  49. Luiz Tadeu disse:

    A ciência das Constelações Familiares veio revolucionar todos os níveis da vida humana, faz parte de um projeto Maior.

    Curtir

  50. Luana disse:

    Eu acho uma ótima ideia, mas como aplicar à grande maioria que, não sendo uma pequena elite que poderia se interessar pela real resolução do problema, sequer terá acesso a esse tipo de tratamento terapêutico?

    Curtir

  51. Venho acompanhando seu trabalho há anos. Fiz minha formação em Campo Grande Com Dilson e Olga e fui colega de turma do Dr.Amilton. Me recordo de toda batalha para que a constelação estivesse no judiciário lá .Creio que as sementes lançadas caíram em bom solo e o senhor hoje, pode falar de sua criação e seus efeitos em todo Brasil. Sou de Maringá no Paraná e meu grande desejo é que neste evento, em que nos dará a honra de estar aqui, possamos apresentar ao magistrado, aos advogados, psicólogos e áreas afins a grande necessidade de novos olhares em nossa sociedade!
    Estamos trabalhando muito para o sucesso deste evento. Muito obrigada por essa oportunidade!
    Creio que tudo acontecesse no tempo certo e nada nunca é por acaso.
    Conte conosco sempre na conquista por espaços que promovam a paz e a conciliação Dr. Sami!
    Penso ainda , se me permite, que seja mesmo esse o seu legado.
    Até julho , se Deus quiser.
    Cristiane Carvalho Pasquinelli

    Curtir

    • Sami Storch disse:

      Cristiane, será um enorme prazer levar para Maringá essa experiência. Agradeço imensamente a oportunidade. Um grande abraço, Sami.

      Curtir

      • CRISTIANE CARVALHO PASQUINELLI disse:

        Estamos ansiosos e felizes com sua chegada amanhã! Cremos que esse trabalho renderá grandiosos frutos Dr. Sami!

        Curtir

  52. Rita Maria de Andrade Rosa disse:

    Fantástico!Sou maravilhada com constelação sistêmica e quero me aprofundar no assunto. Se posível envie informações de cursos e quaisquer outras atividades para o meu -mail: ritavieirams@hotmail.com

    Curtir

  53. Eldis disse:

    Prezado Senhor. Estou interessada sobre o tema. Tem alguma possibilidade do curso ser ministrado em Brasília. Obrigada

    Curtir

  54. Aline Carvalho disse:

    Boa noite. Desejo receber maiores informações sobre os cursos.

    Curtir

  55. alyne bomfim disse:

    estou elaborando um projeto com este assunto, gostaria de receber mais informações sobre.
    Obrigada

    Curtir

  56. Mariana Gundim disse:

    Bom dia, Dr. Sami!

    Sou acadêmica do curso de Bacharelado em Direito pela PUC-GO e estou escrevendo a minha monografia com o seguinte tema: “A MEDIAÇÃO DOS CONFLITOS DO DIREITO DE FAMÍLIA ATRAVÉS DA CONSTELAÇÃO FAMILIAR”. Como o tema ainda é relativamente recente, estou com uma certa dificuldade para encontrar material que embase a tese que irei defender. Por isso, resolvi tentar contactar o senhor com expectativa de que possa me auxiliar com a sua experiência e pioneirismo no caso em tela. Já que doutrina e jurisprudências ainda não foram consolidadas, preciso de artigos que deem credibilidade ao meu trabalho.

    O senhor poderia me ajudar?

    Desde já, agradeço a atenção!

    Meu e-mail para contato: marianagundims@gmail.com

    Atenciosamente,

    Curtir

  57. Jorge Luiz Almeida machado disse:

    Dr. Sami, boa tarde, como vai o senhor, tudo bem?
    Sou Jorge aqui de São Paulo; tenho 51 anos e estou no 8º semestre de Direito e já me preparando para começar o meu TCC. Constelei o ano passado sobre uma questão familiar com resultados extraordinários. Me encantei pelas Constelações Familiares e vim a saber recentemente que o Senhor as utiliza no âmbito do Judiciário. Estou cogitando escrever meu TCC sobre este tema. Já me inscrevi para o Seminário com o Bert e Sophie Hellinger aqui em SP que irá ocorrer nos dia 9 a 11 de setembro e também já fiz minha inscrição para o Curso de Formação em Direito Sistêmico – módulos 1 a 6 com inícios em 17 de setembro promovido pela Hellinger Schule Cudec e Faculdade Innovare. Vi no programa que o senhor é um dos docentes do curso, e quem sabe o senhor não me dá algumas dicas sobre o meu tema de TCC? Forte abraço.

    Curtir

  58. Maria Helena disse:

    Parabéns pelo trabalho maravilhoso! Também gostaria de receber informações sobre cursos de formação no meu email: chavesmh@hotmail.com. Fiquei interessada na pós pela Faculdade Innovare, mas as vagas estão esgotadas. Penso que após a primeira turma, seria possível disponibilizar a maior parte do curso por e-learning e assim multiplicar ainda mais essa prática.

    Curtir

  59. fabiana disse:

    Sou promotora de justiça em Pernambuco e gostaria de saber como faço para conhecer a forma que realiza as intervenções, estou me organizando pra iniciar a formação com o SPELTER. Parabéns pelo trabalho.

    Curtir

  60. Boa tarde Dr. Sami,

    Sou acadêmico do 8º semestre de direito na cidade Boa Vista – RR. Conheci esse tema através do meu Pastor, e em breve pesquisa fiquei sabendo do seu trabalho. Ainda não sei muito sobre o assunto. Porém este ano decidi por tema da minha monografia o Constelação familiar a Luz do direito, porém meu orientador não conhece o tema, então gostaria de saber se seria possível a indicação de doutrinas e materiais, bem como a possibilidade de um estudo de caso com as experiências que o senhor já desenvolveu. Qualquer sugestão é bem vinda.

    Se puder entrar em contato por e-mail para que possamos compartilhar ideias.
    renatocastellar@hotmail.com
    Ah! Parabéns pelo seu nobre trabalho.

    Curtir

  61. gisele_silva206@hotmail.com disse:

    Bom dia!! Estou interessada em fazer o curso. Sou advogada.

    Curtir

  62. Ursula Lauren disse:

    Olá Sami, tudo joia?
    Sou estudante de Direito no Centro Universitário Una, e me interessei muito no tema para monografia, percebi em alguns comentários antigos, que não tinham doutrinas na área jurídica ainda, atualmente você teria algum livro para me indicar, para me aprofundar mais ao tema, que a princípio estou deslumbrada.
    Se puder me responder no meu email por gentileza ursula.lauren@gmail.com
    Aguardo retorno. ..
    Obrigada!

    Curtir

    • Thayanne Marques disse:

      Boa noite, Sami.
      Aproveitando o ensejo do questionamento feito pela colega, também gostaria de indicações de livros sobre o assunto, pretendo me aprofundar para trabalho de conclusão da especialização em Mediação de Conflitos, caso positivo, segue meu email: thayannemarques_@hotmail.com
      Desde já, agradeço!

      Curtir

  63. Soraya Fontoura disse:

    Bom dia Dr. ,
    Gostaria de agradece-lo por revolucionar o judiciário. Eu iniciei a semana muito, mas muito feliz mesmo após ter assistido a reportagem no fantástico sobre a inserção da terapia de constelação sistêmica nos tribunais. Sou advogada há 10 anos e terapeuta vibracional há 06 anos e ano passado decidi encerrar minha carreira de advogada por sofrer conflitos pessoais já que é observável que nem tudo que é legal é moral. Eu não me sentia nada bem em ver uma sentença publicada favoravelmente ao meu cliente sendo que efetivamento o mesmo sofria com a problemática, o pano de fundo do conflito, era muito frustrante. Agora reacendeu a vontade de cumprir uma missão. Gostaria de dicas de treinamentos e cursos em MG, pois na minha região nunca se ouviu falar em Direito Sistêmico. Quero me especializar e divulgar esse novo método! Gratidão!

    Curtir

  64. Fabiola Lima disse:

    Dr. Sami, prazer imenso entender um pouco mais sobre o seu trabalho e suas inovações na Justiça Brasileira.
    Li os comentários acima, alguns enviados no ano de 2013, e pude perceber a quantidade de acadêmicos e profissionais que SE interessam por esse tema para elaborar monografias e demais trabalhos de conclusão de cursos.
    Comigo não é diferente!
    Sou de Feira de Santana/Ba e queria muito ter acesso ou indicação de materiais que me auxiliassem a falar sobre a constelação como um método de solução de conflitos que deve ser estimulado e aplicado pelos operadores do direito, entrando em consonância com o novo regramento introduzido pelo CPC/2015, especialmente em seu art. 3º.
    O senhor poderia me ajudar com isso encaminhando algumas indicações ou materiais disponíveis?!

    Agradeço demais.

    Curtir

  65. Renata disse:

    Bom dia Sami, tudo bom??

    Fiquei bem feliz em ver a atenção que você dá aos comentários aqui no blog e me motivei a escrever, porque ando bem interessada em Direito Sistêmico e me especializando em Mediação de Conflitos!

    Vi, na reportagem do Fantástico, que os dois estados brasileiros que mais tem se destacado no uso dessa ferramenta no Judiciário são Bahia e Goias.

    Como passarei umas semanas em Salvador no início do segundo semestre, gostaria de saber se existe a possibilidade de acompanhar alguma sessão. Ver esse trabalho acontecendo de perto… O senhor está atuando na Comarca de Itabuna, é isso? É possível acompanha-lo?

    Se existisse algum curso rápido a respeito nesse período seria maravilhoso também!!!

    Não estou conseguindo obter essas informações na internet sozinha.
    Se for possível me ajudar, seria imensamente grata!!

    Agradeço, desde já, a atenção.
    Tenha um ótimo dia.

    Curtir

    • Sami Storch disse:

      Boa tarde Renata,

      Programação das Vivências de Direito Sistêmico e Constelações na 2a. Vara de Família de Itabuna, sempre das 08:30 às 12:00 horas, no Salão do Juri do Fórum Rui Barbosa:
      19/7/2017 – “Separação de casais, filhos e o vínculo que nunca se desfaz” (divórcios, alimentos e guarda)
      9/8/2017 – “Constelações Familiares: Emaranhamentos e Soluções Sistêmicas para Heranças e Sucessões”
      16/8/2017 – “Separação de casais, filhos e o vínculo que nunca se desfaz” (divórcios, alimentos e guarda)
      * Advogados e partes com processos na 2ª Vara de Família podem solicitar a inclusão de seu processo na pauta das vivências, com realização da audiência correspondente nas semanas seguintes.
      * Ingresso permitido aos interessados, mediante inscrição prévia e sujeito à capacidade do local.

      Curtir

  66. Cristiane de Oliveira Silva disse:

    Alguém pode fornecer-me o e-mail, onde eu possa falar diretamente com o Juiz Sami Storch?

    Curtir

  67. Danusa Beserra disse:

    Dr. Sami, gostaria de desenvolver meu TCC sobre Direito Sistêmico e contar com a Vossa colaboração. Já acompanho o trabalho das constelações e as interfaces com a Justiça, pois estudo bastante o tema.
    De fato, sou Psicóloga, Perita do TJRN desde 2013, especialista em Direitos Humanos e acadêmica em Direito na Ufersa em Mossoró.
    No TCC precisaria contar com os dados estatísticos em vossa Vara x meta do CNJ, para comparar com os dados estatísticos do TJRN, que não trabalha com as constelações.
    Aqui no TJRN, só uma Vara de Família desenvolveu este trabalho por um período e atualmente, não mais o faz.
    Vamos estudar? Seria possível?
    Grata.

    Curtir

  68. Sabrina G. disse:

    Assunto interessantíssimo!!! Sou estudante de direito e vou escrever meu trabalho de conclusão de curso sobre o assunto e gostaria de saber se tens alguma bibliografia para me indicar. Meu email é sabrinad.g@hotmail.com.

    Curtir

  69. Josiel Araújo disse:

    Olá Dr. Sami Storch
    Sou Josiel, estudante do último ano do curso de Direito da UFPI. Estou extasiado com o que li até agora sobre as constelações sistêmicas aplicadas ao direito.É um tema relativamente novo pra mim e aqui no Piauí não tem ainda ninguém aplicando essa técnica, salvo engano. Quero desenvolver minha monografia com essa temática e ficaria muito grato se você pudesse me indicar fontes, materiais pra pesquisa ou mesmo estudo de caso pra que eu me inteire sobre o assunto. Meu email é josielaraujo.6@gmail.com
    Desde já, muito obrigado!

    Curtir

  70. antonio maria claret disse:

    enfim para mim a luz no tunel….e que não se apague….tenho realizado inumeras audiencias na area da familia como conciliador mas a cada contato ainda que com resultados diferenciados sinto ser muito pouco o que a letra fria da lei pode nos ajudar nessa solução do conflito familiar..ha sim que haver olhos para essa constelação familiar onde tudo e todos são a parte boa ou ruim da relação…obrigado caro mestre por nos trazer novas razões e argumentos quando formos tentar a composição amigavel ao casal e sua constelação..lembrarei sempre de seus ensinamentos…obrigado….meu nome é claret..conciliador no cejusc guaruja

    Curtir

  71. Rafaella Moura disse:

    Olá, gostaria de saber a data de publicação desse post para citação em artigo. Desde já, agradeço.

    Curtir

  72. Claudia Kimura disse:

    Bom dia Dr. Sami!
    Sou advogada e conheço há alguns anos o trabalho de constelação familiar e organizacional, contudo, aplicada ao direito ainda não tinha conhecimento e me interessei muito mesmo pela formação, gostaria de saber quando virá novamente a São Paulo ministrar alguma palestra ou workshop?
    obrigada!
    Dra. Claudia Kimura

    Curtir

  73. Bianca disse:

    Boa tarde Dr. Sami. Sou acadêmica do curso de Direito da UNICNEC de Osório, no Estado do Rio Grande do Sul. Estou fazendo meu Trabalho de Conclusão de Curso e me interessei tanto pelo tema que resolvi escrever sobre ele como um método alternativos de solução de conflitos, eficaz, menos oneroso e muito mais benéfico para os litigantes. Gostaria de saber se podes me indicar algumas obras para que eu possa desenvolver minha pesquisa. Desde já, agradeço pela atenção.

    Curtir

  74. Luciano Severo disse:

    Olá Dr. Sami,
    Estou na reta final da graduação e pretendo discutir sobre as constelações familiares no TCC. Irei abordar como se viabiliza a resolução dos conflitos e como se fundamenta uma decisão pós terapia conciliador, Aceito toda forma de ajuda para construir um trabalho relevante e que ajude na publicização de ações humanistas de pacificação social.

    Curtir

  75. Luciano Severo disse:

    Olá Dr. Sami,
    Estou na reta final da graduação e pretendo discutir sobre as constelações familiares no TCC. Irei abordar como se viabiliza a resolução dos conflitos e como se fundamenta uma3 decisão pós terapia conciliadora, Aceito toda forma de ajuda para construir um trabalho relevante e que ajude na publicização de ações humanistas de pacificação social.

    Curtir

  76. Luciano Severo disse:

    Olá Dr. Sami,
    Estou na reta final da graduação e pretendo discutir sobre as constelações familiares no TCC. Irei abordar como se viabiliza a resolução dos conflitos e como se fundamenta uma decisão pós terapia conciliadora, Aceito toda forma de ajuda para construir um trabalho relevante e que ajude na publicização de ações humanistas de pacificação social.

    Curtir

  77. Cíntia Leal disse:

    Prezado Dr. Sami Storch
    Sou psicoterapeuta reencarnacionista e também acadêmica do curso de Direito, vejo neste trabalho que hoje é apresentado por você, como uma potente e resolutiva ferramenta ao Direito e suas relações .Desejo realizar um artigo sobre o tema , poderias me sugerir algumas leituras sobre o tema ?
    Grata por sua contribuição .
    abraço.
    Cíntia Leal

    Curtir

  78. SALLYAN VINHADELI VASCONCELOS disse:

    Boa noite Dr. Sami Storch!
    Sou uma grande admiradora de seu trabalho e, mais ainda, de sua inovadora atitude de aplicar os conhecimentos da constelação no judiciário.
    Sou mediadora e facilitadora em constelação, mas não aplico esses conhecimentos na mediação ainda. Gostaria de uma indicação sua, se possível, de um curso que me possibilite atuar com a constelação no direito. Sou de Goiânia e se tiver alguma indicação que seja próxima eu agradeceria muito.
    Obrigada!

    Sállyan

    Curtir

  79. Mara Meneghel disse:

    Parabens. Gostei imensamente do seu artigo. É claro e simples e muito exclarecedor. Como a propria verdade mesmo… Estou a sua inteira disposição para o que fizer falta.
    Tb sou consteladora e trabalho a mais de cinco anos com familias em riscos sociais e de conduta.
    E gostaria mto q contatasses comigo.
    Na espera de suas noticias me despeço atensiosamente com
    um forte abraço.
    Mara Meveghel Casas

    Curtir

  80. cynara ferraz disse:

    boa tarde.Gostaria do contato para trazer o curso para Caruaru.

    Grata,

    Curtir

  81. ANA LÚCIA FERREIRA LEITE disse:

    Boa noite, fiquei sabendo do blog hoje, ao ler a decisão sobre a guarda do menino “Francisco” reafirmei minha convicção de que para atuar nos litígios envolvendo menor, bem como família, muito mais que conhecer o direito, precisa-se de sensibilidade para entender a real questão trazida ao Poder Judiciário.

    Curtir

  82. ariane disse:

    Boa tarde Dr. Sami Storch, sou acadêmica do curso de direito no 9º período, e como sempre me chamou atenção o estudo da natureza humana, sendo este o motivono qual optei em fazer o meu TCC sobre a Constelação Familiar Sistêmica, pois creio que se algum dia conseguimos humanizar a lei, não se preocupando apenas com sua literalidade e o seu jus puniende, podemos chegar a uma justiça social e talvez um mundo de paz, sei que são palavras quais já estamos acostumados a associar com contos de fadas, mas ainda acredito muito no ser humano. desta forma e como vi nos comentarios anteriores, gotaris muito lhe pedir que por obséquio me forneça algum material sobre o tema, haja vista que um meio é novo na tentativa de resolução de conflito nos Tribunais do Brasil, mas de total interesse meu. desde já grata pelo seu pronto atendimento, muito obrigado.

    Curtir

  83. Andréa Pacheco disse:

    Sem palavras… Realmente é uma atuação surpreendente. Parabéns nobre magistrado.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s