Constelações Familiares no 2º Encontro Nacional de Juízes de Família

Constelações Familiares no 2º Encontro Nacional de Juízes de Família

No dia 11/9/2013, tive a honra e a satisfação de participar do II Encontro Nacional de Juízes de Família, em Goiânia. Havia cerca de 280 pessoas, entre as quais 80 juízes.

Além de explicar sobre as constelações familiares e as ordens que regem os relacionamentos, segundo Bert Hellinger, fizemos uma meditação e tivemos a oportunidade de colocar uma constelação familiar relativa a uma questão apresentada por uma das juízas presentes.

Tratava-se de uma mulher que deixara cinco filhos em um orfanato, estava grávida do sexto (todos de diferentes pais) e não queria fazer laqueadura, pois dizia que ainda pretendia ter um sétimo filho, pois esse seria dela.

A constelação logo mostrou que a mãe dessa mulher tentava afastá-la do pai, mas que tudo o que a mulher queria era justamente ficar com o pai. A representante da mulher disse que sentia que não tinha conhecido o pai. Quando incluímos os avós da mulher (pais da mãe dela), ficou claro que a mãe dela tinha perdido os pais cedo, possivelmente criara a filha sozinha, e por isso esta não reconhecia a importância do pai de suas filhas.

Depois de incluídos os avós e os pais da mulher, ela quis espontaneamente se aproximar dos próprios filhos, apoiada pelos pais e avós. Todos se abraçaram e pudemos ver quanto amor existe nessa família.

A constelação mostrou também que não era possível alguém ajudar essa família sem respeitar a mãe como sendo a mãe certa para essas crianças. Sem essa reverência à mãe, qualquer tentativa de se intrometer e salvar os filhos dela causava aflição e forte resistência, inclusive dos filhos. Quando a juíza se retirou, todos se abraçaram novamente e ficaram em paz.

Uma lição sobre a postura sistêmica necessária ao juiz e a qualquer profissional que se proponha a auxiliar famílias.

Parabéns à Escola Nacional de Magistratura (ENM), à Escola Superior da Magistratura de Goiás (Esmeg) e ao Tribunal e Justiça de Goiás (TJGO), por abrirem espaço para as constelações familiares em um evento dessa importância!

Sobre Sami Storch

Juiz de Direito no Estado da Bahia, atualmente em exercício na Comarca de Itabuna. Graduado na Faculdade de Direito da USP, Mestrado em Administração Pública e Governo (EAESP-FGV/SP) e Doutorando em Direito na PUC-SP, com tese em desenvolvimento sobre o tema "Direito Sistêmico: a resolução de conflitos por meio da abordagem sistêmica fenomenológica das constelações familiares". Cursei diversos cursos de formação e treinamentos em Constelações Sistêmicas Familiares e Organizacionais segundo Bert Hellinger e hoje coordeno e leciono no Curso de Pós-Graduação Hellingerschule de Direito Sistêmico pela Faculdade Innovare. Desde 2006, venho ministrando palestras e workshops de constelações familiares e obtendo altos índices de conciliações com a utilização dos princípios e técnicas das constelações sistêmicas para a resolução de conflitos na Justiça. Meu foco é a aplicação prática, no exercício das atividades judicantes, dos conhecimentos e técnicas das constelações familiares. O objetivo é utilizar a força do cargo de juiz para auxiliar na busca de soluções que não apenas terminem o processo judicial, mas que realmente resolvam os conflitos, trazendo paz ao sistema. Contato: direitosistemico@gmail.com
Imagem | Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Constelações Familiares no 2º Encontro Nacional de Juízes de Família

  1. Juliana disse:

    Boa Noite Drº Sami, sou estudante de Direito, pretendo fazer meu TCC sobre a constelação no âmbito do Direito, algumas pessoas indicaram o senhor para me ajudar. O senhor teria um e-mail em que pudéssemos conversar melhor sobre o assunto? Mandei mensagem em seu face e como não sou sua amiga, a mensagem cai direto na caixa OUTROS, Meu nome é Juliana, sou de Goiânia. Grata pela atenção, aguardo.

    Curtir

  2. Pingback: TJ de Goiás é premiado por mediação baseada na técnica de constelação familiar | Direito Sistêmico

  3. Pingback: Artigo descreve modelo original de prática de constelações na Justiça e aplicabilidade do Direito Sistêmico | Direito Sistêmico

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s